De acordo com o Censo 2010 do IBGE, mais de 45 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência.

Nas escolas, segundo dados do Ministério da Educação (MEC), o acesso de pessoas com deficiência aumentou 381% entre 2003 e 2014. Nesse intervalo, o número de matrículas de PCDs saltou de 145.141 para 698.768.

Estes números revelam um contingente enorme de brasileiros que precisam estar inseridos na sociedade, Por isso foi criado o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Esta data temo objetivo de conscientizar sobre a importância do desenvolvimento de meios de inclusão das pessoas com deficiência. O preconceito e a inacessibilidade pública são dois pontos importantes que precisam ser debatidos frequentemente.

O dia 21 de setembro também marca o início da Primavera no Hemisfério Sul, e é fazendo uma referência a esta estação que foi escolhida esta data como marco para celebrar a luta da pessoa com deficiência.

Oficialmente, esta data foi criada a partir do decreto de lei nº 11.133, de 14 de julho de 2005, mas já era celebrada a nível extraoficial desde 1982. O fenômeno da Primavera pode ser metaforicamente comparado ao renascimento e renovação da vida, assim como acontecem com as flores durante esta estação. As pessoas com deficiência são motivadas a lutarem pela construção de uma sociedade inclusiva, onde podem viver de forma igualitária e sem preconceitos.

A Organização das Nações Unidas (ONU) também institui a nível mundial o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado anualmente em 3 de dezembro desde 1992.

Em 2008, o Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e o Protocolo Facultativo, e o documento obteve aqui equivalência de emenda constitucional.

A NISFRAM entende e acompanha a luta das pessoas com deficiência, por isso há tempos se empenha para que todos tenham oportunidades de aprender, trabalhar e fazer parte da sociedade como um direito básico.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *