Projetos Sociais

TQT – Teclas que TransformamBloco a Bloco - A Comunidade que QueremosBrincar e AprenderPEC - Pequenos Encontros de CidadaniaPonto para a CidadaniaComunidade Cura

Projetos sociais desenvolvidos na NISFRAM

Os Projetos visam promover a inclusão social de crianças e adolescentes ouvintes e surdos, oferecendo oportunidades para se desenvolver as habilidades, competências, valores e atitudes para a vida de modo a garantir aquisições progressivas, de acordo com seu ciclo de vida, a fim de complementar o trabalho social com famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social.

Para atingir seus objetivos os projetos são estruturados por atividades, de acordo com as necessidades e habilidades.

Público Alvo

Surdos e Pessoas com deficiência auditiva – Crianças e adolescentes de 6 a 17 anos;
Crianças e Adolescentes de 6 a 17 anos;
Jovens, Adultos e Idosos.

Início da página

TQT – Teclas que Transformam - Inclusão e
Acessibilidade

A situação que o projeto pretende transformar é a dificuldade de acesso e comunicação encontrada por crianças e adolescentes surdos e/ou com deficiência auditiva de Sumaré.

Para as crianças, em parceria com a Secretaria de Educação do Município, e da rede Estadual, o projeto oferece oficinas de Libras – Língua Brasileira de Sinais em ambientes escolares (salas de recursos especiais e salas de aula regulares), para alunos surdos e ouvintes; ação que permite maior acessibilidade e maior integração entre alunos surdos e ouvintes. 

Aos adolescentes o projeto oferece capacitação e encaminhamento a programas de aprendizagem em parceria com Empresas da região;

Ações sócio educativas e culturais voltadas aos familiares, apoio social e oficinas de Libras – Língua Brasileira de Sinais a interessados na cultura surda.

O TQT é um Projeto Patrocinado via CMDCA, pela Lei de Incentivo 1% do IR a pagar. Empresas patrocinadoras: Sotreq – Somov e Villares Metals.

Início da página

Bloco a Bloco - A Comunidade que Queremos

Propõe, a partir das oficinas, que têm como tema principal os problemas sócio-ambientais da região, superar parte da defasagem escolar apresentada, por meio do processo “aprender fazendo”. Este processo é realizado através de oficinas adequadas às faixas etárias e estágio cognitivo correlato para desenvolvimento do raciocínio lógico, a partir da apropriação do conhecimento, com recursos LEGO, Informática, Projeção para construção de maquetes, programação e operação de robôs, criação de vídeos, valorização do trabalho em grupo, identificação de problemas e soluções possíveis na comunidade e reconhecimento de seus direitos e deveres. Portanto, além de poder melhorar a performance escolar, os participantes irão desenvolver habilidades múltiplas que lhes serão fundamentais como agentes transformadores da comunidade em que vivem e para além dela.

Projeto patrocinado via Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Sumaré e Secretaria Municipal de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social de Sumaré.

Voltar para cima

Brincar e Aprender

Se o consumo de drogas constitui um dos principais problemas da sociedade moderna, o uso destas substâncias por crianças e adolescente se revela a faceta mais cruel dessa realidade.

Outra preocupação envolvendo adolescentes diz respeito à gravidez, pois, o corpo está passando por intensas transformações. Fisicamente já são capazes de engravidar, mas emocionalmente não estão maduros para serem pais e mães. Como ainda não têm claros seus projetos de vida para o futuro, muitos não se sentem responsáveis pelo rumo de sua própria vida e ainda são muito dependentes dos pais.

De acordo com dados fornecidos pelo Conselho Tutelar de Sumaré, tanto o envolvimento com as drogas quanto a gravidez na adolescência tem preocupado os envolvidos, pais, professores, conselhos, sociedade em geral. Por esse motivo, ações de prevenção, são consideradas de extrema relevância.

 O projeto propõe abordar os assuntos “Drogas e Gravidez na Adolescência” através da
montagem e organização de ambientes lúdicos (espaços de brincar) e apresentações
teatrais, com a participação dos familiares das crianças e adolescentes beneficiados.

Projeto patrocinado via Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Sumaré e Secretaria Municipal de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social de Sumaré.

Início da página

PEC - Pequenos Encontros de Cidadania

O Projeto consiste na capacitação de adolescentes e jovens como agentes multiplicadores de conhecimento através de oficinas sócio educativas, práticas e teóricas, de forma lúdica, rodas de conversa e contação de histórias, norteadas pelos temas: Cidadania, Estatuto da Criança e do Adolescente, Exploração do Trabalho Infantil, Gravidez na Adolescência, Drogadição, Violência e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes.

As oficinas terão duração de doze meses sendo: seis meses de aulas teóricas e práticas em ambiente informatizado e seis meses de multiplicação do aprendizado junto à comunidade local, escolas públicas e  rede sócio-assistencial da região.

Os seis meses iniciais do projeto serão para capacitação dos adolescentes e jovens nos temas abordados, na sede da Entidade com profissionais capacitados e oficinas sócio educativas mensais com familiares, organizadas pelos participantes e profissionais envolvidos para acompanhamento e conhecimento das ações do projeto.   

Nos seis meses finais do projeto os adolescentes irão multiplicar o aprendizado adquirido sob orientação dos profissionais:

✓   Junto à comunidade local – Plantão semanal na sede da Organização para apoio à comunidade na utilização da internet para acesso aos principais serviços oferecidos como: Segunda via de contas, boletos etc, Agendamento de horários no Poupa Tempo, INSS e Receita Federal, Atestados de antecedentes criminais, elaboração e envio de currículos e outros inúmeros serviços oferecidos que facilitam a vida das pessoas.

✓    Junto às Escolas Públicas e Rede Sócio-Assistencial da região - organização de rodas de conversa, contação de histórias e mini palestras, abordando os temas norteadores do projeto para outros adolescentes da mesma faixa etária, com a linguagem adequada aos públicos ou seja “Deles para Eles”.  

Projeto em fase de captação de recursos via CMDCA E COMDECA, pela Lei de Incentivo 1% do IR a Pagar/Empresas e 6% IR a pagar Pessoas Física.

Início da página

Ponto para a Cidadania

O projeto propõe promover a inclusão esportiva de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social com: Direito ao esporte seguro e inclusivo; Participação de meninas em projetos esportivos; Fortalecer a rede de proteção e garantia de direitos; Estimular a melhora da aprendizagem escolar;  Estimular uma vida saudável por meio da atividade física; Redução dos índices de evasão escolar, dentro de SCFV – Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, localizados nas regiões de abrangência das ações do Grupo de Apoio NISFRAM (Matão, Área Cura e Maria Antonia), contemplando 80 crianças e adolescentes em cada núcleo, distribuídos em dois períodos, abrangendo um total de 320 crianças e adolescentes atendidos.

As ações e atividades são realizadas em Parceria com o Instituto Futebol de Rua, onde os alunos participam uma vez por semana do projeto, em horário contrário à atividade escolar. 

A metodologia de trabalho contempla uma hora de atividade de formação de valores e duas horas de prática esportiva.

Projeto em fase de captação de recursos via CMDCA E COMDECA, pela Lei de Incentivo 1% do IR a Pagar/Empresas e 6% IR a pagar Pessoas Física.

Início da página

Comunidade Cura

Projeto voltado a jovens, adultos e idosos, com atividades que visam contribuir para a redução ou nulidade da ocorrência de situações de vulnerabilidade social, risco alimentar, situação de desemprego e para promover o aumento de acessos a serviços setoriais. Bem como a ressignificação de vivências de isolamento e violação de direitos, propiciando experiências favorecedoras do desenvolvimento de sociabilidades.
Apoio e encaminhamento social;
Distribuição de Alimentos in-natura;
Apoio na elaboração e encaminhamento de currículos;
Disponibilização de livros, jornais e revistas para leitura e pesquisas escolares;
Bazar social;
Apoio em agendamentos e serviços oferecidos pela internet;
Oficinas de artesanato.

Para maiores informações sobre os projetos, entre em contato.

2016 - Todos os direitos reservados | Grupo de Apoio NISFRAM